Múltiplos eus

Neste tutorial nossa paisagem psicológica é abordada como uma multiplicidade. Uma pintura de Jan Brueghel é examinada como uma representação visual desta multiplicidade. E a pintura é usada para entender como podemos aprender a manter um objetivo, apesar do facto de que nos falta unidade. (com legendas em português – 11m29s)

Anúncios

Traço Nove – Aspectos Negativos

person-802090_640

Traço Nove – O eu que espera / O mediador / O pacifista

“Resumindo em poucas palavras as características deste tipo do eneagrama, o representante do Traço Nove evita chamar atenção sobre a própria pessoa. Não é visto como uma grande personalidade; muito pelo contrário, pode parecer meio apagado ou indistinto. Põe os outros adiante de si e tem enorme dificuldade quando se vê em primeiro plano tanto na sua atenção quanto na das outras pessoas. Prefere deixar que os outros se ponham sob os refletores. Vendo-se como menos importante e menos influente, tende a perder-se na névoa do segundo plano. Quase nunca afirma as próprias vontades, gosta de deixar as coisas harmoniosas e agradáveis e tem dificuldade para fazer ou dizer qualquer coisa que possa ser considerada ofensiva, incômoda ou controversa. Por isso foge dos conflitos, raramente expressa sentimentos ou opiniões negativas e concentra-se no que há de positivo. É um excelente mediador, capaz de captar os pontos de vista de todos os envolvidos num conflito, mas muitas vezes não consegue discernir nem expressar o próprio ponto de vista. Tem dificuldade para descobrir o que é de fato essencial para a sua pessoa e de cuidar disso. Essa dificuldade assume várias formas, desde o esquecimento completo da vida interior até o descuido das necessidades’ da vida exterior, passando por não prestar atenção aos próprios sentimentos e pensamentos.”~Sandra Maitri – A Dimensão Espiritual do Eneagrama

Traço Oito – Aspectos Negativos

angry-man-274175_640

Traço Oito – O eu que confronta / O Patrão / O Desafiador

“O representante do Traço Oito tende a ser uma pessoa autoconfiante, dominadora, prepotente, pratica e direta. É o malvado do eneagrama, sempre disposto a “chutar o pau da barraca” e bagunçar as coisas. Gosta de estar no comando e prefere dar ordens a recebê-las. Muitas vezes é grande e imponente — física ou energeticamente —, marca presença e vive determinado a conseguir o que quer. Fundamentalmente convicto de que a vida o maltratou, está aí para fazer justiça e pôr tudo nos eixos, tirando sua desforra — de onde vem o nome deste tipo do eneagrama. Seu método é o do Antigo Testamento: olho por olho, retribuir aos outros o mal que acha que lhe foi infligido. É irritadiço e sempre está à procura de um desafio ou de uma briga, algo a que possa se opor.”~Sandra Maitri – A Dimensão Espiritual do Eneagrama

Traço Sete – Aspectos Negativos

musician-664432_640

Traço Sete – O eu que projeta / O Epicurista / O Entusiasta

“O representante do Traço Sete é animado, alegre, optimista, curioso, interessado em tudo, jovial, futurista e sempre parece ser algo mais do que é. Aparentemente mais despreocupado e positivo do que os outros traços, ele usa essas qualidades como a sua maior defesa. Precisa do estímulo de novas ideias, experiências, diversões e outras atividades, e fica entediado e insatisfeito quando tudo começa a se repetir. Como não tem uma confiança firme no desenrolar natural das coisas, acha que tem de descobrir como elas funcionam, determinar para onde devem caminhar e fazê-las obedecer a esse plano. O representante do Traço Sete gosta de captar o quadro geral das coisas mas, depois disso, dá pouquíssima atenção aos detalhes. Gosta de sintetizar informações e descobrir como as coisas relacionam-se entre si e como se encaixam. Tende a elaborar esquemas do funcionamento do universo e muitas vezes fica tão preso à representação que acaba perdendo de vista o território mapeado. Quando  consegue descobrir para onde as coisas estão caminhando, não tem a paciência necessária para empreender o trabalho de caminhar junto com elas nesse sentido. Por isso, tende a ser um diletante (que se dedica a alguma coisa por prazer e não por obrigação ou profissão) que abandona seus projetos quando as dificuldades entram em cena e a perseverança torna-se necessária.”~Sandra Maitri – A Dimensão Espiritual do Eneagrama

Traço Seis – Aspectos Negativos

eyes-394175_640

“No representante do Traço Seis fóbico, o medo e a insegurança são evidentes. Ele tende a se movimentar de maneira furtiva, a ser acatador para com as autoridades ou as pessoas que considera mais poderosas, a ter dificuldade para tomar decisões e agir de maneira decisiva, a pedir conselhos e orientação aos outros. Pode ser cegamente fiel a uma crença, uma causa ou um líder. Sua maneira de agir muitas vezes é truncada — um passo para a frente, outro para trás —, bem como a sua maneira de falar. O representante do Traço Seis contrafóbico, porém, procura mascarar o seu medo comportando-se de modo a demonstrar para si e para os outros que não está, na verdade, inseguro. É a pessoa temerária que, para provar a sua força e autoconfiança, procura situações de desafio que ponham à prova a sua têmpera.”~Sandra Maitri – A Dimensão Espiritual do Eneagrama

Traço Cinco – Aspectos Negativos

man-718580_640

 

Traço Cinco  : O eu que raciocina / O Observador / O Investigador

“Muitos indivíduos do Traço Cinco parecem pessoas secas, sem emoção e sem vitalidade. Embora possam ter sentimentos muito fortes e a mente muito activa e penetrante, esse mundo interior quase não se mostra aos outros. Energeticamente, o representante do Traço Cinco parece delicado e às vezes até frágil, como se não habitasse plenamente o próprio corpo; é como se estivesse sempre um pouco alheado, contendo-se a si mesmo para não entrar de cheio nas coisas. É profundamente sensível, às vezes nervoso; abala-se e assusta-se facilmente e tem a pele fina e delicada. Usa a mente como uma espécie de batedor, enviando-a adiante de si para o território que tem à sua frente a fim de garantir que a sua entrada nesse território seja segura Muitos indivíduos desse tipo, porém, vivem só na mente, substituindo a experiência real pelas formulações mentais.”~Sandra Maitri – A Dimensão Espiritual do Eneagrama